Assinantes, fornecedores,
curriculos e anunciantes.
Página Principal
Artigos
Boletim
Doutor Celulose
Enquetes
Entrevista
Eventos
Galeria de fotos
Notícias
Patrocinadores
Parceiros
Sustentabilidade
Banco de currículos
Classificado de Ofertas
Clipping
Cotações
Fábricas de C&P
Glossários
Curiosidades
Guia de fornecedores
RSS
 
publicado em 18/10/2010
Preço do eucalipto tem alta de 25%

18/10/2010 -  O Wood Resource Quartely divulgou através de relatório que o preço do eucalipto  apresentou alta de 25% no último ano. Esse número é quase suficiente para atingir a média mundial de fibra dura, indexada no 1Q/2010. Segundo o relatório, a oferta e demanda no País tem apresentado um equilíbrio significativo desde 2006, o que resultou em preços estáveis, fazendo uso da moeda local brasileira.

Com resultado da força do Real, o Dólar em contra partida, que estava 25% mais alto no 1Q/10 no começo de 2009 sofreu influência negativa e os custos na moeda americana se tornaram mais caros.

Em 2005 o Brasil tinha um dos menores preços no mundo, usando o dólar como referência, entretanto desde então o Real vem ganhando força e estabilidade, resultando em custos de celulose comercializáveis no mercado brasileiro que atualmente estão perto dos preços da média mundial (HFPI sigla em Inglês). O preço da fibra do eucalipto nos primeiros quatro meses no 1Q/10 foi cerca de 25% mais alto que o mesmo período do ano passado e 60% melhor que há cinco anos atrás.

A procura por eucalipto em algumas regiões do Brasil não aumentou simplesmente a demanda pela celulose e fabricantes de painéis, mas também despertou o interesse de serrarias que trabalham com madeira de pinus e eucalitpo para construção civil.

O aumento da procura, entretanto, não alterou muito os preços da madeira em pé, e não há expectativas de inflação nos próximos anos devido a grande disponibilidade de matéria prima.Desde 2005 as áreas destinadas a plantação de eucalipto tem se expandido mais de 7% ao ano.

A indústria de celulose consome cerca de 45% do eucalipto plantado enquanto que 48% é destinado as carvoarias e indústrias guseiras, as serrarias apresentaram um pequeno crescimento no ano passado, cerca de 4% de madeira em pé de eucalipto foi consumido do total do plantio.

Ainda não existe muito interesse dos fabricantes brasileiros de comercializar nem internamente e nem de exportar a fibra do eucalipto, que atualmente estão com os investimentos limitados e é pouco provável que aumente os aportes no setor enquanto o preço da madeira no mercado europeu não melhorar.

Fonte: Painel Florestal/Adaptado por Celulose Online

Publicidade
CNI participa de proposta para aprimorar licenciamento ambiental
 
Governo anuncia novo IPI para móveis e painéis de madeira
 
Semana de C&P: Energia, contaminações em caldeiras e parada geral foram temas de debates
 
SOS Mata Atlântica anuncia ganhadores do Costa Atlântica
 
Supermercado premia clientes com flor de papel
Podemos ter surpresas com o fechamento de produtoras de celulose no norte, afirmou Marcelo Castelli
 
BA terá a maior térmica de biomassa de madeira da América Latina
 
Com investimento de US$ 43 mi, Stora Enso vai entrar em novo mercado
 
International Paper anuncia trocas de cargos
 
Mil trabalhadores protestam por reajuste salarial na Fibria e IP, em MS
 
 
Seja o primeiro a comentar esta notícia!
 

boletim de informações

Cadastre seu email abaixo e receba nosso boletim de informações.

clipping celulose

Portal Celulose Online © 2013. Todos os direitos reservados