CompararComparando...

John Deere levou inovação e novidades em Agricultura de Precisão para a Agrotins

Lendo Agora
John Deere levou inovação e novidades em Agricultura de Precisão para a Agrotins

Além de máquinas, a companhia destaca soluções tecnológicas e mostrará um dos principais lançamentos deste ano, o Centro de Operações.

A Região Norte do país registrou, em 2017, aumento de receita no setor agropecuário.

Tomando como exemplo a produção nas lavouras, dados da Secretaria de Política Agrícola (SPA) mostram que o volume financeiro atingiu um valor bruto de R$ 16,6 bilhões.

O destaque ficou por conta da soja, com R$ 5,3 bilhões em receita, sendo que o estado de Tocantins representou R$ 2,53 bilhões do total.

É em meio a esse cenário positivo que a John Deere participa da 18ª Agrotins – Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins, que aconteceu de 8 a 12 de maio, em Palmas (TO).

Neste ano, além do portfólio de máquinas e serviços de Pós-Vendas, a companhia levou soluções em tecnologia para o evento, destacando seu mais recente lançamento, o Centro de Operações.

Plataforma online de gerenciamento de dados, a ferramenta integra informações agronômicas, de máquina e produção.

Sem sair do escritório, o produtor, a partir do cruzamento de dados obtidos pelas máquinas durante o plantio, pode identificar oportunidades de redução de custos, de otimização da operação, zonas de manejo, dentre outros benefícios, e tudo de forma segura.

As principais funcionalidades disponíveis no Apex™ – outro software de gerenciamento de dados da John Deere – também serão disponibilizadas para o Centro de Operações, que receberá todo o backup do programa, com a vantagem de poder ser acessado de diversos computadores, em diferentes lugares, reunindo todos os dados da fazenda em uma interface intuitiva.

“Com o Centro de Operações, o agricultor pode tomar decisões instantaneamente e, assim, otimizar o processo produtivo, obtendo mais rentabilidade. Ferramentas de tecnologia, que aliam inovação e análise de dados, são a agricultura do futuro que deixa de ser de Precisão e passar a ser de Decisão”, diz Rodrigo Bonato, diretor de Vendas da John Deere Brasil.

Liderando esse movimento para inserir a tecnologia no dia a dia do produtor rural, a companhia investe constantemente em pesquisa e inovação.

No Brasil, a John Deere inaugurou, em 2017, o CAPI (Centro de Agricultura de Precisão e Inovação), em Indaiatuba (SP), ambiente que integra sistemas produtivos e busca soluções diferenciadas, com base em inovação, para atender as necessidades de seus clientes.

Em todo o mundo, o investimento em pesquisa e desenvolvimento é de US$ 4 milhões.

 

Da redação

Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
0%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário