CompararComparando...

ARAUCO anuncia neutralidade do carbono para 2020 na Cúpula do Clima das Nações Unidas

Lendo Agora
ARAUCO anuncia neutralidade do carbono para 2020 na Cúpula do Clima das Nações Unidas

Durante a Cúpula do Clima 2019 das Nações Unidas, realizada em Nova York, a ARAUCO tornou público o compromisso de atingir a neutralidade do carbono até 2020, ou seja, conseguir que a captura de CO2 da empresa supere as emissões. Em um passo concreto para enfrentar a crise climática, a medida posiciona a ARAUCO como a primeira companhia florestal do mundo a definir esta meta.

A empresa também anunciou sua adesão ao SCIENCE BASED TARGETS, iniciativa cientifica de caráter mundial que incentiva indústrias a adotarem uma trajetória de redução nas emissões de gases, com o objetivo de limitar o aumento da temperatura do planeta. “Este anúncio nos enche de orgulho. É fruto do trabalho que estamos realizando há décadas para melhorar de forma permanente o desempenho ambiental dos nossos diferentes negócios e processos produtivos”, comentou Charles Kimber, gerente de Assuntos Corporativos e comerciais da ARAUCO.

Para viabilizar tal compromisso, o processo demandou uma longa trajetória guiada por objetivos claros e sólidos, refletidos em mudanças em todos os setores da empresa. “Há muito tempo estamos promovendo melhoras que nos permitem reduzir as emissões de Gases de Efeito Estufa na nossa operação e, ao mesmo tempo, aumentar a captura de CO2 através de nossas plantações e bosques nativos”, explica Kimber.

Ainda nos anos 90, de forma pioneira, a companhia incorporou energia nos processos de produção a partir de biomassa, o que também contribui com a descarbonização da matriz energética no Chile. “Esta trajetória permite que hoje 92% da nossa matriz no Chile provenha de energia limpa e renovável. Agora queremos ir além com Viento Sur, nosso projeto de energia eólica que terá uma capacidade instalada acima dos 215MW de potência”, afirma o gerente.

Regida por valores sustentáveis, a ARAUCO acredita que para lidar com a atual emergência climática é necessário um constante trabalho conjunto, que envolva a esfera pública, a academia, a sociedade civil e a empresa privada. Desenvolvendo ações concretas e sempre pautadas pela evidência científica.

Voith 728
Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
0%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário