CompararComparando...

Casa dos Eucaliptos se integra à natureza na Casacor Minas

Lendo Agora
Casa dos Eucaliptos se integra à natureza na Casacor Minas

Um lugar em meio à natureza, cercado por árvores de eucaliptos, vista para as montanhas, um belo jardim e um lago privativo que tem como conceito servir de refúgio para aqueles que querem se desligar do mundo moderno, descansar e se conectar ao meio-ambiente. Esse é o cenário que os visitantes da 25ª edição da CASACOR Minas encontram na Casa dos Eucaliptos, que também pode ser chamada de Casa do Lago, que tem projeto assinado por Janaína Pacheco e Maurício Bomfim. O ambiente é definitivamente um dos maiores sucessos desta edição, além de ser um dos projetos mais da maior mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo do estado, que segue até 13 de outubro, no Palácio das Mangabeiras, em Belo Horizonte.

Com 130m² ao todo, o projeto destaca a sustentabilidade como grande diferencial do espaço. Prova disso, é que o sistema construtivo em estrutura metálica permite uma obra mais limpa, praticamente sem resíduos, proporcionando vãos maiores do que os métodos de construção convencional. O resultado é que o canteiro de obras fica mais enxuto, evitando, assim, desperdício de massa e tijolos. Outro ponto positivo do sistema construtivo adotado é a agilidade. A casa de Janaína Pacheco e Maurício Bomfim ficou inteiramente pronta em apenas 45 dias.

“Decidimos optar por um espaço totalmente integrado à natureza. Utilizamos essa técnica de construção que é uma tendência muito forte da construção civil. Além disso, optamos por empregar grandes panos de vidro para termos uma luz e ventilação natural, garantindo a integração com o ambiente externo”, revela Janaína Pacheco, responsável pela arquitetura do projeto e que participa pela primeira vez da CASACOR Minas.

Com uma paleta de cores neutras que evidencia o branco, o projeto ganha ainda mais luminosidade. Outro destaque é que dentro do ambiente, os visitantes encontram diversas peças de mobiliário desenhadas pelo arquiteto e designer Mauricio Bomfim como sofás, mesas, poltronas e uma cama, que parece flutuar sobre o quarto. Outro destaque da habitação é a banheira de imersão, esculpida em mármore, fornecida pela Bel Lar Casa Contemporânea.

No quarto, a cama solta inova o layout que tem banheiro integrado ao espaço. Outro detalhe que chama a atenção é a majestosa presença de dois troncos das árvores de eucalipto, que foram integradas ao projeto e podem ser apreciadas dentro da casa, além de uma bela vista para a Serra do Curral e um jardim nos fundos onde são apresentadas as peças que integram a linha de mobiliário de área externa assinada pelo premiado designer brasileiro Jader Almeida. Tudo isso para fazer com que o visitante crie uma intimidade absoluta com a natureza em um ambiente reservado e aconchegante. Todo o material que compõe o projeto é feito em ardósia, tijolo de vidro e brita. “Queremos mostrar ao público que viver de um jeito simples também pode ser chique, bonito e confortável”, aponta Janaína.

Outro conceito que traz inovação para ambiente é o de propor a ideia para que o ser humano se afaste do mundo moderno. Segundo Maurício Bomfim, responsável por todo o design de interiores e mobiliário do projeto, o espaço é um refúgio para as pessoas descansarem. “Não temos nem televisão na casa. Colocamos espelhos espalhados pelo jardim para fazer com que as pessoas olhem para si, em uma profunda ligação com o meio ambiente.”

Sobre o Palácio das Mangabeiras

Inaugurado oficialmente em 1955, o Palácio das Mangabeiras foi construído entre 1951 e 1955 para ser a residência oficial dos governadores de Minas Gerais. A edificação vem sendo utilizada para esta finalidade desde a sua inauguração, ocorrida durante o governo de Juscelino Kubitschek. Tudo indica que o projeto arquitetônico é assinado pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Já o projeto paisagístico original é de Roberto Burle Marx, duas grandes referências em suas áreas de atuação. Localizado aos pés da Serra do Curral, o Palácio segue o estilo modernista. Apesar de não ter as dimensões que outros palácios tradicionais da cidade como o da Liberdade, por exemplo, o Palácio das Mangabeiras tem uma importância histórica para a política de Minas Gerais, sendo palco de inúmeras reuniões e encontros decisivos.

Sobre a CASACOR Minas

A CASACOR é reconhecida como a maior e melhor mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas e reúne, anualmente, renomados profissionais. Em 2019 chega à sua 25a edição em Minas Gerais e com mais de 20 eventos nacionais (Alagoas, Bahia, Brasília, Campinas, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Interior de SP, Litoral de SP, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo e Santa Catarina) e seis internacionais (Miami, Peru, Chile, Equador, Bolívia e Paraguai).

Fonte: Móveis de Valor

Voith 728
Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
0%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário