5
Novo Últimas Notícias
 
 
 
 
 
Top Nav
CompararComparando...

Conselho da Camex aprova consulta à OMC a respeito de sobretaxa aplicada pela China ao açúcar

Lendo Agora
Conselho da Camex aprova consulta à OMC a respeito de sobretaxa aplicada pela China ao açúcar

O Conselho de Ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex), aprovou,  em caráter de urgência,  pedido do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) de abertura de consultas, no âmbito do mecanismo de solução de controvérsias da Organização Mundial do Comércio (OMC), para questionar salvaguardas chinesas aplicadas à importação de açúcar do Brasil e o Sistema de Licenciamento Automático de Importação praticado pela China para o açúcar.

O governo chinês, desde maio do ano passado, vem aplicando medida de salvaguarda às importações de açúcar.

Trata-se de adoção de tarifa adicional de 45% ao imposto de importação praticado pelo país asiático ao produto.

A medida resulta na aplicação de tarifa final de importação de 90% (2018), que prejudica significativamente as exportações brasileiras, tanto de açúcar bruto quanto refinado.

Apesar de a sobretaxa não ser voltada especificamente contra o Brasil, o país foi o principal afetado. As exportações brasileiras de açúcar ao mercado chinês apresentaram queda de 90%, após a implementação das medidas de salvaguarda.

sobretaxa aplicada pela China ao açúcar

O Brasil era o principal fornecedor do produto ao mercado chinês e respondia por cerca de 62% do açúcar importado pela China nos últimos anos.

A Divisão de Contenciosos Comerciais (DCCOM) do Ministério das Relações Exteriores encaminhará o pedido à Genebra, a partir de quando se inicia prazo de 60 dias para que os países envolvidos encontrem uma solução.

Passada essa etapa, o Brasil poderá solicitar a formalização de abertura de painel.

Da redação

Demuth Rodapé
CompararComparando...

Diminui vantagem do açúcar frente ao etanol nesta safra, segundo Cepea

Lendo Agora
Diminui vantagem do açúcar frente ao etanol nesta safra, segundo Cepea

O açúcar cristal negociado por usinas do estado de São Paulo tipicamente remunera mais que os etanóis anidro e hidratado.

Essa vantagem do adoçante frente ao biocombustível, no entanto, vem diminuindo na parcial desta safra paulista, segundo apontam cálculos realizados pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP.

Pesquisadores do Cepea indicam que esse cenário está atrelado, especialmente, à baixa no preço do cristal no mercado interno no correr desta temporada, o que, por sua vez, se deve às quedas externas do adoçante, devido ao superávit global da commodity.

A Organização Internacional de Açúcar (OIA) projeta superávit de 6,747 milhões de toneladas na safra mundial 2018/19.

De acordo com cálculos realizados pelo Cepea, no acumulado desta safra (de abril a 24 de agosto), o açúcar cristal remunerou apenas 12% a mais que o etanol anidro, enquanto que, nas safras 2016/17 e 2017/18, remunerava bem mais, 66% e 50%, respectivamente.

Quanto ao hidratado, o açúcar está 17% mais vantajoso na atual safra, sendo que, nas duas temporadas anteriores, estava 75% e 57% mais remunerador, na mesma ordem.

Na semana passada, especificamente, o açúcar remunerou 13% mais que o anidro e 14% mais que o hidratado.

Etanol

A demanda por etanol seguiu aquecida na semana passada, enquanto a necessidade de venda por parte das usinas foi menor. No geral, os volumes negociados nos principais estados produtores foram expressivos, o que resultou em alta de preços praticamente diárias.

Entre 20 e 24 de agosto, o Indicador CEPEA/ESALQ do etanol hidratado (estado de São Paulo) fechou a R$ 1,4572/litro, aumento de 4,75% frente ao da semana anterior e a terceira maior alta da safra atual.

O Indicador CEPEA/ESALQ do etanol anidro, também no mercado paulista, fechou em R$ 1,5805/litro, elevação de 1,13% no mesmo período.

Etanol x gasolina

Cálculos realizados pelo Cepea com base nos dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) mostram que a paridade média de preços entre o etanol e a gasolina esteve bastante favorável para o hidratado entre abril e a segunda quinzena de agosto frente aos últimos cinco anos-safras.

Segundo dados da ANP, nas bombas de São Paulo, de 19 a 25 de agosto, o preço da gasolina C foi de R$ 4,189/litro e o do etanol, de R$ 2,393/litro, gerando relação média de preços entre os combustíveis de 57,1%.

Na parcial desta safra, em Goiás, Mato Grosso e São Paulo, as relações ficaram abaixo de 70% (a 67,6%, 64,7% e 65,8%, respectivamente), enquanto em Minas Gerais e Paraná estiveram acima desse patamar (em 70,4% em ambos os estados), sendo, nestes dois últimos estados, indiferente abastecer com um ou outro combustível.

Da redação

Demuth Rodapé
CompararComparando...

Benefícios para a cultura da cana-de-açúcar por meio de game interativo

Lendo Agora
Benefícios para a cultura da cana-de-açúcar por meio de game interativo

Entre 30 de julho e 2 de agosto, a FMC Agricultural Solutions está presente na Feira de Negócios Coopercitrus – FEACOOP.

Realizado em Bebedouro-SP, o evento promove aos cooperados e produtores um ambiente propício para a troca de conhecimento e relações comerciais, além de apresentar as novidades e inovações do mercado agropecuário.

A equipe técnica da FMC oferece aos visitantes soluções de manejo integrado para as culturas de cana-de-açúcar, café, citrus e soja.

“Uma das atrações do nosso stand é um game interativo, em que os produtores irão testar seus conhecimentos sobre diversos temas relacionados ao cultivo da cana-de-açúcar”, comenta o Gestor de Contas da FMC, João Pereira.

As principais soluções apresentadas para cana de açúcar são o herbicida Reator 360 CS®, aplicado no controle de plantas daninhas e pré-emergência.

Por possuir a tecnologia microencapsulada dos seus ativos,  proporciona segurança ambiental e excelente residual durante o período seco.

Outro destaque é o inseticida Altacor®, que possui alta potência inseticida e longo período de controle para a broca da cana.

Devido ao seu modo de ação exclusivo,  Altacor® promove excelente proteção à cultura e rápida paralização alimentar dos insetos praga.

Está sendo reforçado o lançamento do bionematicida Quartzo®, produto biológico com alta eficácia de controle de nematoides, podendo ser aplicado no momento do plantio, transplante de mudas e também nas soqueiras.

Quartzo® é recomendado para controlar o Nematoide-das-lesões (Pratylenchus zeae e P. brachyurus) e Nematoides-das-galhas (Meloidogyne incognita e M. javanica).

Já o herbicida Stone® possui ação em pré e pós-emergência inicial para o controle de gramíneas, ciperáceas e folhas largas, eliminando toda a mato-competição e favorecendo o melhor potencial produtivo para cana-de-açúcar.

Da redação

Demuth Rodapé
CompararComparando...

Pesquisadores descobrem por acaso cola sustentável à base de bagaço da cana

Lendo Agora
Pesquisadores descobrem por acaso cola sustentável à base de bagaço da cana

A indústria da cana tem tudo a ver com produção de açúcar, álcool e… cola?

Isso mesmo!

Cientistas descobriram recentemente, por acaso, que é possível elaborar uma cola sustentável a partir do bagaço de cana.

O produto é atóxico, já foi patenteado no Brasil e leva também materiais descartados por empresas de celulose.

Os três ingredientes básicos são nanocelulose, lignina e látex, a única matéria-prima não obtida a partir do reaproveitamento de rejeito industrial.

A nanocelulose utilizada na fórmula da nova cola vem do bagaço de cana e a lignina é encontrada em um resíduo de indústrias de papel.

Além da vantagem econômica e ecológica, a cola de bagaço de cana não contem solventes químicos derivados do petróleo.  Alguns inclusive são cancerígenos.

A pesquisadora do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais, em Campinas, São Paulo, Rúbia Gouveia, destaca o caráter sustentável do estudo.

“A gente trabalha nesse sentido de gerar esse valor agregado para um resíduo da agricultura que provavelmente poderia até ser descartado”.

A descoberta ocorreu acidentalmente durante estudo sobre reforço de materiais em que se identificou a propriedade pegajosa numa preparação com a nanocelulose.

O composto ficava grudado nos utensílios do laboratório, quando então surgiu a ideia de explorar esse potencial na área de substâncias adesivas, como conta Rúbia.

– “A gente encontrou por acaso essa propriedade interessante e decidiu ir para essa parte de adesivos, daí preparar outras formulações, colocar outros aditivos com propriedades adesivas e aí a gente descobriu que tinha uma boa eficiência”.

O alto poder de aderência foi comprovado em papéis, madeiras e alumínio. Depois de adaptações na fórmula, será a vez dos testes com vidros e em temperaturas variadas.

De acordo com Rúbia, a cola é tão eficiente quanto outras do tipo branca, à base de PVA, disponíveis no mercado.

Além do uso comercial, doméstico e escolar, o produto tem aplicação industrial, por exemplo nos ramos automobilístico, de móveis, construção civil e de brinquedos.

O próximo objetivo da pesquisa é licenciar a tecnologia para produção em larga escala.

Fonte: Rádio Agência Nacional

Demuth Rodapé
CompararComparando...

Investimento em logística pode trazer economia de até 15% ao setor sucroenergético

Lendo Agora
Investimento em logística pode trazer economia de até 15% ao setor sucroenergético

Otimização de recursos e uso de novas tecnologias impactam positivamente a produção do segmento e estão entre os focos principais da FENASUCRO & AGROCANA.

A logística está entre os principais desafios do setor sucroenergético, principalmente por conta dos custos com transporte, armazenamento e expedição de cargas.

Tudo isso representa 30% do custo total da produção de cana-de-açúcar –segundo estudo da Embrapa- e soluções que reduzam esse índice são foco de interesse.

Prova disso é que, 39% dos visitantes da FENASUCRO & AGROCANA têm interesse no setor de transporte e logística.

Entre esse grupo, 80% buscam atividades de conteúdo e 20% vão ao evento para fazer relacionamento e criar novas oportunidades.

Por isso, a 26ª edição da FENASUCRO & AGROCANA – que será realizada de 21 a 24 de agosto em Sertãozinho- traz novidades voltadas a essa vertical.

Destaque será a área exclusiva que contará com a presença das principais marcas mundiais montadoras de caminhões – como Mercedes-Benz do Brasil, Ford Caminhões e Volkswagen Caminhões e Ônibus – e estará localizada na parte externa da Feira.

Já as inovações por meio de conteúdo serão apresentadas e discutidas durante o Seminário de Logística promovido pelo ESALQ-LOG (Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial da ESALQ/USP) em conjunto com a Abralog (Associação Brasileira de Logística).

Serão apresentadas tendências, tecnologias e estratégias para redução de custos, em uma análise completa sobre o segmento.

Temas atuais e relevantes, como a greve dos caminhoneiros e alternativas como o uso de ferrovias, também serão discutidos.

Segundo o especialista Ricardo Amadeu Silva, diretor presidente da Telog-Transespecialista, uma das expositoras da FENASUCRO, investir na otimização de processos e na gestão das pessoas no segmento de transporte e logística pode trazer ao setor sucroenergético uma economia de até 15%.

“Existem oportunidades e condições de alcançar uma performance muito melhor a área. E tudo depende fundamentalmente de gestão de processos e de pessoas”, destaca.

Para conhecer os lançamentos e participar dos eventos de conteúdo que acontecerão na 26ª FENASUCRO & AGROCANA o interessado precisa fazer o pré-credenciamento disponível no site www.fenasucro.com.br.

Nesta edição, são mais de 350 horas de programação no Espaço de Conferências e auditórios.

Já em relação ao movimento financeiro, a expectativa é um crescimento de 7%, chegando a R$ 4 bilhões.

O otimismo também reflete na movimentação de público que dever ser 8% maior que 2017, representando 40 mil visitantes.

Da redação

 

Demuth Rodapé
CompararComparando...

Tempo seco favorece a colheita da cana-de-açúcar

Lendo Agora
Tempo seco favorece a colheita da cana-de-açúcar

O tempo seguirá firme e sem previsão de chuva em, praticamente, todo o território nacional, com exceção apenas da faixa leste do Nordeste e extremo norte da região Norte que continuam com tempo instável e com possibilidade de ocorrência de pancadas de chuva.

Previsão para as áreas produtoras

A chuva manterá as condições favoráveis ao desenvolvimento das lavouras de inverno, em especial ao trigo.

Até mesmo no norte e noroeste do Paraná, em que a ausência de chuva das últimas semanas já provoca perdas em diversas lavouras de trigo da região.

Com o tempo seco, os trabalhos de colheita da cana-de-açúcar, café, algodão e do milho safrinha poderão prosseguir sem grandes transtornos.

Mesmo com a possibilidade de ocorrências de pancadas de chuva no final da próxima semana, por serem de baixa intensidade não levarão problemas aos produtores, apenas poderá acarretar paralisações momentâneas em tais atividades.

Além disso, o retorno da chuva em bons volumes no sul do Rio Grande do Sul irá elevar os níveis de água das barragens, trazendo uma luz de esperança aos produtores de arroz da região, já que devido à forte estiagem deste ano, os níveis de água estão bastante baixos e trazem preocupação aos produtores por não terem água para o cultivo de suas lavouras a partir do mês de setembro.

Fonte: Agrolink

Demuth Rodapé
CompararComparando...

Mapa divulga zoneamento agrícola para cana-de-açúcar irrigada

Lendo Agora
Mapa divulga zoneamento agrícola para cana-de-açúcar irrigada

Produtores que demandam financiamento público devem obrigatoriamente seguir orientação para reduzir riscos climáticos com esse zoneamento agrícola para cana-de-açúcar irrigada.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento aprovou o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc) para a cultura de cana-de-açúcar irrigada para os estados nordestinos do Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

As portarias foram publicadas no Diário Oficial da União desta sexta-feira (27).

O estudo, realizado pela Empresa de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), é elaborado com o objetivo de minimizar os riscos relacionados aos fenômenos climáticos adversos e permite a cada município identificar a melhor época de plantio da cultura nos diferentes tipos de solo e ciclos de cultivares.

Hugo Borges Rodrigues, coordenador geral de Risco Agropecuário, explica que “após a obtenção dos resultados de datas de plantio por níveis de riscos para cada município, os resultados foram apresentados aos interessados (entidades representativas de classe, assistência técnica, pesquisa, agentes financeiros e produtores rurais) visando receber a opinião dos especialistas regionais, aqueles que conhecem a fundo o dia a dia da cultura em cada região”.

zoneamento agrícola para cana-de-açúcar irrigada

O produtor para se beneficiar do Proagro, Proagro Mais e da subvenção federal ao prêmio do seguro rural deve observar as recomendações desse pacote tecnológico (zoneamento).

O cultivo da cana-de-açúcar no Brasil é destinado, em grande parte, à produção de açúcar e de etanol e, em menor escala, para outras finalidades, como a alimentação animal e a fabricação de aguardente.

Confira no site do Ministério da Agricultura as portarias de zoneamento agrícola nos stadobrasileiros.

Da redação

Demuth Rodapé
CompararComparando...

Cana-de-açúcar: Saiba como aumentar a qualidade e reduzir custos no plantio com práticas atuais

Lendo Agora
Cana-de-açúcar: Saiba como aumentar a qualidade e reduzir custos no plantio com práticas atuais

Você sabe como garantir qualidade e redução de custos no plantio de cana-de-açúcar?

A 1ª aula/palestra Agronômica de 2018 trará aos participantes diversos temas de prática atual do campo, voltados para o aumento de produtividade e baixo custo.

O curso será realizado no dia 10 de maio, em Araçatuba/SP e tem o apoio cultural das empresas: FMC, Helamin, Suez e Syngenta.

Uma das palestras terá como tema “Meiosi, oportunidade de redução de custo e aumento de produtividade”, apresentando os conceitos de Projeto básico; Rotação de cultura; Implantação do sistema; e Custos e vantagens do sistema.

O conteúdo será apresentado pelo engenheiro agronômico, Nazareno Hilário Gonçalves.

Falando também em meiosi, o Gerente Agrícola na São Martinho, Luis Gustavo Teixeira, apresentará um estudo de caso sobre “Meiosi, uma ferramenta eficaz para o resultado agrícola”.

Outra palestra mostrará “Ganhos de produtividade com as melhores técnicas agronômicas na sistematização, conservação e preparo de solos“.

A apresentação será feita pelo Consultor Agronômico do CTC, Antonio Celso Joaquim. Entre os tópicos a serem abordados estão: Erosão; Tipos de Solos; Sistematização; Conservação de solos; Preparo de Solos; e Plantio e Colheita.

Outro estudo de caso será realizado na aula/palestra, desta vez sobre “Posicionamento do Grupo Colombo em desenvolvimento de Meiosi”, através do Gerente Agrícola da Usina Colombo, José Luis Boin Menossi.

A última palestra falará sobre “Automação de plantadoras de cana-de-açúcar“.

O diretor Técnico da Alagro Tecnologias Agrícolas, André Gustavo Pregnaca, é quem fará a apresentação.

Para participar da aula/palestra Agronômica da UniUDOP, basta realizar a inscrição através do portal da UDOP ou clicando aqui.

Mais informações nos contatos: (18) 2103-0528 ou no e-mail [email protected]

1ª aula/palestra Agronômica de 2018

  • Data: 10 de maio
  • Hora: 9h às 17h
  • Local: Auditório da Churrascaria Terra do Boi
  • Av. Brasília, 2012 – Bairro Nova York – Araçatuba/SP
  • Inscrições: no portal da UDOP
  • Mais informações: (18) 2103-0528 ou [email protected]

Com informações da UDOP

Demuth Rodapé
CompararComparando...

Setor sucroenergético consegue criar “reservatórios virtuais” de recursos hídricos

Lendo Agora
Setor sucroenergético consegue criar “reservatórios virtuais” de recursos hídricos

O nome foi sugerido pelos especialistas do setor que falam da preservação do volume útil das hidrelétricas no período seco do ano.

E, claro, a produção é totalmente limpa e renovável, o que é ideal para o consumo de todos os habitantes do planeta.

Eis que estamos falando da biomassa que vem da cana-de-açúcar.

“Atualmente, a energia é armazenada nos reservatórios hidrelétricos e está com 40% da capacidade máxima. Estamos caminhando para o período seco”, diz o executivo da Única, Zilmar Souza.

No ano passado, esse tipo de energia foi responsável por preservar 15% das águas e responsável pelo consumo de 60% da eletricidade do país.

“É um resultado obtido com o tratamento e fechamento de circuitos com reuso de água e o aprimoramento de outros processos produtivos, como a colheita mecanizada, onde a cana não precisa de lavagem”, diz André Neto, da Única.

O Programa Etanol Verde, que atua desde 2007 atua na proteção e recuperação de mais de 259 mil hectares de áreas ciliares e mais de 8,4 mil nascentes no estado de São Paulo.

Com informações da Única

Demuth Rodapé
CompararComparando...

União Europeia autorizada Bayer a comprar Monsanto

Lendo Agora
União Europeia autorizada Bayer a comprar Monsanto

A Bayer já recebeu a aprovação da União Europeia pela aquisição no valor de 62,5 bilhões de dólares.

“Nossa decisão garante que haverá competição efetiva e inovação nos mercados de sementes, pesticidas e agricultura digital também após essa fusão”, avaliou Margrethe Vestager.

A China já havia aprovado o acordo e agora o negócio está sendo revisado pelos Estados Unidos e também pela Rússia.

As condições também consideram a transferência de 3 projetos de pesquisas e uma licença para o portfólio de agricultura digital.

Bayer e Monsanto trabalham em estreita colaboração com as autoridades.

E o acordo vai criar uma empresa com o controle de mais de ¼ do mercado mundial de sementes e pesticidas.

Com informações do Agrolink

Demuth Rodapé
Valmet Destaque
Últimas Notícias
 
MBA aumenta salário em até 27%, enquanto inglês proporciona acréscimo de 16%
 
Biotecnologia oferece amplo mercado e alta empregabilidade
 
Política internacional: tendências do comércio internacional
 
Justiça proíbe transporte de eucaliptos por caminhões em São Luiz do Paraitinga
Comparar
Ir