CompararComparando...

Celulose Riograndense explica como é o ciclo da reciclagem e como ganhar dinheiro com isto

Lendo Agora
Celulose Riograndense explica como é o ciclo da reciclagem e como ganhar dinheiro com isto

16/02/2016 – A primeira etapa do processo de transformação começa no canteiro de recepção das toras que vêm do campo. A Celulose Riograndense tem 220 mil hectares de eucalipto cultivados, que serão processados e, no final, resultam na celulose.

Para a reciclagem da empresa Vida, o que interessa são as cascas que sobram do corte das toras. Um picador gigante engole os troncos de eucalipto, que resultam em dois materiais – a serragem que entrará na linha de produção e a casca bruta, picada e transportada em caminhões para a Central de Resíduos, a 30 quilômetros da planta, em Eldorado do Sul.

Celulose Riograndense - resíduos3A casca é considerada a principal matéria-prima da cadeia de adubagem. Os meses de compostagem resultam no adubo orgânico para alimentar plantas em jardins e hortas. O humoativo e a casca compostada comercializados pela Vida servem tanto para uso doméstico (na residência que tenha uma área de jardim) como para produtores de hortifruti de larga escala.

Um dos resíduos expelidos pelo forno de cal é a lama de cal, cujo nome comercial é macrocálcio (quase 100% carbonato de cálcio), nutriente excelente para correção da acidez do solo. Como o insumo é extremamente fino ao ser liberado do processo industrial, a vantagem é a rápida absorção na lavora, o que atrai agricultores de culturas de soja e milho.

Leia Também:

Produtores de grãos de todo o Estado recorrem à Vida para se abastecer deste insumo que é de fácil aplicação com uso de maquinário agrícola. O macrocálcio é ideal para solo que tem naturalmente magnésio em excesso. “Produtores que só podem usar o macrocálcio tem na Vida a única fonte desse insumo”, avisa Fernando Bergamin, da Vida Desenvolvimento Ecológico.

Veja como ganhar dinheiro com os resíduos.

CeluloseOnline

Demuth Rodapé
Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
100%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário