CompararComparando...

CMPC Melhoramentos consolida investimentos em ações de sustentabilidade

Lendo Agora
CMPC Melhoramentos consolida investimentos em ações de sustentabilidade

18/10/2015 – No Brasil desde 2009, quando adquiriu a Melhoramentos Papeis – empresa brasileira fundada em 1890 como Companhia Melhoramentos de São Paulo -, a chilena CMPC é uma das principais empresas na área florestal na América Latina. Desde que chegou ao país sempre realizou ações em prol do meio ambiente e das comunidades aos redores de suas fábricas.

Entre os trabalhos mais importantes e que mostram esse comprometimento está a instalação de uma caldeira (certificada Gold Standard) movida a biomassa na unidade de Caieiras-SP. O equipamento gera energia térmica por meio de biomassa renovável e reaproveitamento total do lodo orgânico oriundo do tratamento do efluente, que é originado pela fabricação de produtos como o papel higiênico Dualette e o papel toalha Kicthen. Além do lodo orgânico, também integram a biomassa, resíduos da indústria da madeira. Em números, a empresa já conseguiu diminuir 37.513 toneladas equivalentes de CO2 (dados de Setembro de 2011 à Setembro de 2013).

caieiras_aerea.png - cmpc melhoramentosOutra ação que merece destaque é a certificação FSC, um sistema de garantia internacionalmente reconhecido, que identifica, por meio de sua logomarca, produtos madeireiros e não madeireiros originados do bom manejo florestal de empresas que cumpram com os princípios e critérios do certificado. A CMPC possui, desde 2010, esse certificado para a produção de pasta BCTMP, toda divisão de Produtos Institucionais e Centros de Distribuições da empresa.

O processo da industrialização dos produtos de papel CMPC Melhoramentos também conta com um método sustentável: a BCTMP (Bleached Chemi-Thermomechanical Pulp) ou Pasta Quimotermo-mecânica, que é a matéria-prima utilizada na produção de papéis higiênicos, guardanapos, entre outros. Os benefícios da BCTMP podem ser identificados no aumento de corpo (bulk) – onde o papel higiênico apresenta maior metragem pelo aumento do diâmetro externo; na composição ambientalmente correta, pois não possui dioxinas, cloros ou insumos cancerígenos, podendo ser utilizada em papéis com contato em alimentos. E mais, tem 100% de fibras virgens proveniente de áreas de reflorestamento, atendendo todas as exigências ambientais e sociais (madeira controlada ou certificada pelo FSC), além dos seus lotes e variáveis monitoradas por análises laboratoriais e com rastreabilidade, proporcionando uniformidade na qualidade do produto BCTMP (Certificado ISO 9001).

Com a constante preocupação de práticas mais sustentáveis e com a redução de gases de efeito estufa na atmosfera, a empresa também investiu em créditos internacionais de carbono e, desde 2013, é única do segmento de papel na América Latina certificada Gold Standard MDL – organização sem fins lucrativos financiada por 60 ONGs que operam um esquema de certificação para garantir a qualidade de créditos de carbono. A fundação Gold Standard registra projetos que reduzem as emissões de gases de efeito estufa e certifica a redução efetiva por meio da emissão de créditos denominados “GS” VERs (Reduções voluntárias de Emissões Gold Standard) que posteriosmente são vendidos no mercado e cumprimento voluntário. Todos os projetos apresentados para certificação devem ser compatíveis com as regras da UNFCCC (descrever significado da sigla) para o Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL). Em particular, os projetos devem estar registrado para usar uma metodologia aprovada pelo Conselho Executivo do MDL ou uma metodologia GS VER.               E para negociar todo esse conteúdo de redução de gases na atmosfera, a CPMC optou pela associação com a Fundação Myclimate, que promove o uso de biomassa como combustível renovável. A Myclimate garante que os fundos investidos sejam usados em projetos que cumprem os critérios reconhecidos internacionalmente por meio do “Gold Standard”, atualmente o selo mais importante que aprova os projetos de compensação do carbono com as credenciais mais altas relacionadas a sustentabilidade tanto em termos ecológicos como sociais.

Já para a produção de papéis tissue é imprescindível que a água utilizada esteja livre de contaminação, portanto, o processo que envolve este recurso natural tão importante também precisa estar relacionado com as práticas sustentáveis empregadas pela CMPC Melhoramentos.  Nas unidades da empresa, o descarte de água das máquinas de papel é levado até as Estações de Tratamento de Efluentes (ETE), que cumprem com os padrões legais exigidos. Na fábrica de Mogi das Cruzes – SP, por exemplo, 60% dos efluentes tratados retornam ao processo de produção, ou seja, o reuso gera economia para a empresa e para o meio ambiente.

E por último, mas não menos importante, estão as ações de responsabilidade social desenvolvidas pelo grupo como, por exemplo, o Núcleo de Formação e Capacitação Profissional Mario Meneguini, criado com objetivo de capacitar os cidadãos de Caieiras para o mercado de trabalho, além de auxiliar as empresas da região com a oferta de profissionais com formação técnica. O núcleo possui vários projetos de educação e conta com parceria do Senai, Senac e outras empresas.

O plantio de árvores às margens do rio Taiaçubepa; Parceria com o Centro de Integração da Pessoa com Deficiência; Bibliotecas nas Escolas; um evento anual de incentivo a corrida e caminhada, dentre outros completam a relação de importantes ações sociais e ambientais realizadas pela CPMC Melhoramentos.

CeluloseOnline

Demuth Rodapé
Qual é a sua impressão?
Amei
75%
Curti
25%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário