CompararComparando...

CNH Industrial apresenta nova estrutura organizacional para acelerar o crescimento e a lucratividade global

Lendo Agora
CNH Industrial apresenta nova estrutura organizacional para acelerar o crescimento e a lucratividade global

A CNH Industrial N.V. (NYSE: CNHI/MI: CNHI), uma das maiores empresas de bens de capital do mundo, anunciou hoje sua nova estrutura para acelerar o crescimento e a lucratividade, alterando o seu formato organizacional e fortalecendo o Comitê Executivo Global (GEC), anteriormente chamado de “Conselho Executivo do Grupo”. O GEC é o órgão de tomada de decisão operacional da CNH Industrial, responsável por revisar o desempenho operacional dos segmentos de atuação da companhia e tomar decisões sobre determinados assuntos operacionais.

“Nosso setor está experimentando uma aceleração e uma magnitude crescente de mudanças alimentadas por megatendências, como digitalização, automação, eletrificação e novos serviços. As empresas precisam se adaptar, mudar e revitalizar continuamente para responder a esses desafios de negócios e gerar valor a longo prazo com sucesso”, disse Hubertus Mühlhäuser, CEO da CNH Industrial.

Consequentemente, a liderança da CNH Industrial realizou uma análise detalhada sobre a forma como a empresa faz seus negócios. A avaliação incluiu, entre outras coisas, a obtenção de feedback de seus clientes e parceiros, revisão de processos e sistemas internos, bem como uma análise mais detalhada de sua estrutura e governança organizacional. “Embora tenhamos encontrado inúmeras áreas de excelência, conforme indicado por nosso sólido desempenho ano após ano, também identificamos oportunidades de melhoria, como a mudança para a nova estrutura organizacional apresentada hoje”, observou Mühlhäuser.

Por meio das mudanças organizacionais anunciadas hoje, a CNH Industrial busca ser:

  • Mais centrada no cliente, com o foco aprimorado em seus cinco fortes segmentos operacionais cuja missão será baseada em atender e superar as expectativas dos clientes.
  • Mais empreendedora, reduzindo a complexidade e capacitando esses segmentos operacionais, mantendo o nível certo de controle corporativo.
  • Mais enxuta e ágil, simplificando os processos de decisão e a estrutura organizacional.
  • Mais inovadora, permitindo inovações mais rápidas e focadas no mercado, tanto em termos de hardware e software quanto de novos modelos de negócios.

No geral, a organização da empresa será simplificada pelo fortalecimento de seus segmentos de atuação apoiados por funções globais modernizadas. A antiga estrutura regional (presente nos continentes) será em grande parte absorvida pelos segmentos operacionais, trazendo as marcas mais perto dos negócios de seus clientes e acelerando os processos de tomada de decisão.

Segmentos operacionais

Os cinco segmentos operacionais serão totalmente responsáveis pelo crescimento global e pelo desempenho de seus respectivos negócios, aumentando o foco e o compromisso. Cada segmento operacional terá líderes de linha de produto, líderes de marca e líderes de função de suporte.

  • Os líderes de linha de produto gerenciarão roteiros e apresentações de produtos globais, bem como custo e qualidade de produtos para garantir consistência global.
  • Os líderes de marca gerenciarão todos os aspectos comerciais e de lançamento no mercado, incluindo o posicionamento ideal de suas marcas líderes do setor.
  • Os líderes de função de suporte conduzirão processos e sistemas específicos do segmento, incluindo finanças, tecnologias da comunicação e informação, talentos (recursos humanos), entre outros.

Os cinco segmentos operacionais e os membros do GEC que os lideram são:

  • Agricultura: compreende as marcas agrícolas globais Case IH e New Holland Agriculture, juntamente com a marca regional da STEYR (presente unicamente na Europa). O segmento de agricultura será liderado por Derek Neilson, com o cargo de President Agriculture. Anteriormente ele foi COO da região EMEA (Europa, Oriente Médio e África), função que exerceu desde 2015.
  • Veículos comerciais e especiais: inclui veículos comerciais da marca IVECO, as marcas de ônibus IVECO e Heuliez Bus, veículos para fora de estrada e mineração da IVECO ASTRA, da marca de combate a incêndios Magirus e da Iveco Veículos de Defesa, marca que se concentra em veículos de segurança civil. O segmento de veículos comerciais e especiais será liderado por Gerrit Marx, com o cargo de President Commercial and Specialty Vehicles, que recentemente se integrou à CNH Industrial. Marx tem um sólido histórico no setor automotivo, incluindo veículos comerciais, com experiência profissional na Daimler Trucks e na Volkswagen em diferentes regiões do mundo.
  • Construção: inclui as marcas CASE Construction Equipment e New Holland Construction. O segmento de construção será liderado por Carl Gustaf Göransson, com o cargo de President Construction. Göransson já era o responsável pelo segmento de construção da empresa desde 2016.
  • Powertrain: concentra-se na marca FPT Industrial, produzindo motores, eixos e transmissões. O segmento de powertrain continuará a ser liderado por Annalisa Stupenengo, como President Powertrain, função que assumiu em 2015.
  • Serviços financeiros (Banco CNH Industrial): é um player global de serviços financeiros nos setores de equipamentos de agricultura, construção e veículos comerciais. O segmento de serviços financeiros continuará a ser liderado por Oddone Incisa, no cargo de President Financial Services, função que exerce desde 2013.

Novas funções

Dado o foco aprimorado dos cinco segmentos operacionais globais e a transferência relacionada de responsabilidade de negócios, o número e o tamanho das funções corporativas da CNH Industrial foram reduzidos e suas áreas de responsabilidade simplificadas.

No futuro, as funções corporativas se concentrarão nas principais tarefas da empresa, incluindo estratégias funcionais, controles, sistemas e processos, reduzindo as despesas gerais, permitindo uma tomada de decisão mais rápida e assertiva e garantindo o controle e o equilíbrio adequado dessa nova organização. Ao mesmo tempo, recursos e fundos foram realocados, permitindo que a empresa acelere suas atividades nas áreas de automação, veículos elétricos, digitalização e de novos serviços, entre outras.

  • Finanças, fusões, aquisições e sustentabilidade supervisionarão o desempenho e controles financeiros consolidados, bem como o planejamento e análise financeira, impostos, tesouraria e gestão de riscos, relações com investidores, fusões e aquisições e as atividades de sustentabilidade da empresa.
  • Estratégia, talentos, digital e tecnologia da informação e comunicação gerenciarão a estratégia de toda a empresa, a comunicação interna com os stakeholders e as atividades de recursos humanos. Essa área também supervisionará a infraestrutura de tecnologia da informação e comunicação da empresa, além de dirigir o desenvolvimento de processos, serviços e modelos de negócios conectados.
  • Tecnologia gerenciará os principais programas de inovação tecnológica da CNH Industrial, incluindo o foco maior da empresa nas áreas de automação e eletrificação.
  • Supply Chain coordenará as atividades de compras, fabricação e qualidade em toda a empresa, garantindo alavancagem de escala, compartilhamento de melhores práticas, otimização de network e aplicação contínua dos conceitos da Indústria 4.0.
  • Mercados de alto crescimento: Ásia, Oriente Médio e África (AMEA) e América do Sul gerenciarão e coordenarão as atividades regionais de vendas, distribuição e negócios em todos os segmentos para as regiões de alto crescimento e gerenciarão as joint ventures e as alianças estratégicas da empresa localmente.
  • Soluções de pós-venda assegurarão a excelência global em peças e serviços técnicos nos segmentos operacionais. Embora as responsabilidades principais pelos resultados continuem nos respectivos segmentos operacionais, assim como suas atividades comerciais, essa equipe garantirá o desenvolvimento acelerado e a implementação de conceitos inovadores de pós-venda.

Os líderes funcionais e membros do GEC são:

  • Finanças, sustentabilidade, fusões e aquisições – Max Chiara continuará atuando em suas funções anteriores de Chief Financial Officer, que exerce desde 2013, e Chief Sustainability Officer, que exerce desde 2016.
  • Estratégia, digital, talentos e tecnologia da informação e comunicação – Andreas Weishaar, executivo que se junta à empresa como Chief Strategy, Talent, ICT and Digital Officer, tem uma vasta experiência de trabalho na AGCO Corporation e Welbilt Inc. em funções similares. Weishaar iniciou sua carreira na Arthur D. Little.
  • Tecnologia – Alan Berger, que anteriormente era Chief Technical Officer, assumirá o cargo de Chief Technology Officer da empresa.
  • Supply chain – Tom Verbaeten, que era o Chief Manufacturing Officer, assumirá como Chief Supply Chain Officer.
  • Mercados de alto crescimento – AMEA – Stefano Pampalone, que era o Chief Operating Officer (COO) da região composta pela Ásia e pelo Pacífico, assumirá a função de General Manager AMEA (Ásia, Oriente Médio e África) e será responsável por todas as joint ventures e alianças estratégicas.
  • Mercados de alto crescimento – América do Sul – continuará com Vilmar Fistarol, que era o Chief Operating Officer (COO) da América Latina, na função de General Manager South America (América do Sul, Central e Caribe).
  • Soluções pós-venda — Luc Billiet, anteriormente o President Parts and Service, assume a função de General Manager Aftermarket Solutions.

O Comitê Executivo Global será apoiado, conforme apropriado, pelo departamento jurídico, de auditoria interna, compliance e de comunicação corporativa.

A implementação dessas mudanças organizacionais prosseguirá nos próximos meses e incluirá o desenvolvimento de um plano estratégico de negócios da CNH Industrial baseado na nova estrutura e direção da empresa.

Demuth Rodapé
Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
100%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário