CompararComparando...

Com crescimento de receita de 41,31%, celulose inicia 2019 na liderança do ranking de exportações de MS

Lendo Agora
Com crescimento de receita de 41,31%, celulose inicia 2019 na liderança do ranking de exportações de MS

Mato Grosso do Sul registrou em janeiro de 2019 frente ao mesmo período de 2018 um incremento de 41,31% na receita com a exportação de celulose, que subiu de US$ 129,099 milhões para US$ 182,433 milhões.

Segundo dados do Ministério da Economia, o produto neste primeiro mês do ano também assumiu a liderança do ranking estadual de exportações, posição que nos dados consolidados de 2018 foi da soja.

Considerando todos os produtos vendidos por Mato Grosso do Sul no mercado internacional, o faturamento do estado registrou em janeiro deste ano ante o mesmo intervalo de tempo do ano passado um incremento de 4,30%, com a receita subindo de US$ 327,824 milhões para US$ 341,948 milhões.

Dos dez principais produtos exportados pelo estado neste início de 2019 e que juntos correspondem a 91,52% do resultado financeiro obtido, sete vêm diretamente do agro ou utilizam matérias-primas do setor. Confira abaixo a listagem:

  1. Celulose: US$ 182,433 milhões
  2. Carne desossada e congelada de govinos: US$ 27,579 milhões
  3. Farinhas e pellets da extração de óleo de soja: US$ 20,917 milhões
  4. Pedaços e miudezas, comestíveis de galos e galinhas congelados: US$ 17,876 milhões
  5. Milho: US$ 17,370 milhões
  6. Carne desossada de bovino, frescas ou refrigeradas: US$ 15,180 milhões
  7. Ferro Fundido bruto não ligado: US$ 10,298 milhões
  8. Minério de ferro e seus concentrados: US$ 8,015 milhões
  9. Soja: US$ 7,569 milhões
  10. Minério de manganês: US$ 5,713 milhões

Em relação aos parceiros comerciais, a China se mantém como grande comprador dos produtos sul-mato-grossense. Em janeiro, o país importou do estado oito itens, totalizando compras de U$ 97,138 milhões, o equivalente a 28,40% do total do estado.

O principal produto adquirido pela China foi a celulose, que correspondeu a 85,33% do total das aquisições, US$ 82,892 milhões. Os asiáticos também adquiriram soja, pedaços e miudezas comestíveis de galos e galinhas congelados, couros e peles de bovinos em vários estágios de processamento e produtos de peixe.

Fonte: G1

Demuth Rodapé
Qual é a sua impressão?
Amei
100%
Curti
0%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário