CompararComparando...

Seca continua impactando commodities da Argentina

Lendo Agora
Seca continua impactando commodities da Argentina

O novo relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) informou que a seca do último ano ainda causará impactos negativos na safra 2017/2018 das commodities da Argentina.

De acordo com o USDA, a produção de soja, por exemplo, será reduzida para 36 milhões de toneladas, sendo que as culturas do girassol e amendoim também registrarão queda.

“Para 2017/2018, a seca continua impactando as commodities de oleaginosas. Estimamos a redução da produção de soja para 36 milhões de toneladas após uma avaliação mais aprofundada dos danos causados pela seca e da produção de sementes de girassol para 3,50 milhões de toneladas. A produção de amendoim 2017/2018 também é revisada para 792.000 toneladas, a menor safra de amendoim nos últimos 10 anos”, diz o relatório.

No final de junho, a colheita de soja na Argentina estava quase concluída, exceto em algumas partes do sul de Buenos Aires., com um rendimento médio nacional caindo 22%, para 2,12 toneladas por hectare.

Nesse cenário, o Departamento afirmou que os prejuízos foram maiores do que o esperado.

“Apenas as áreas nas províncias do norte de Buenos Aires, Santa Fé e Córdoba, no leste, também conhecidas como a zona nucleo, resistiram aos impactos da seca para gerar rendimento a níveis históricos médios de 2,7 toneladas por hectare ou ligeiramente acima. Com base nesses desenvolvimentos, a produtividade foi revisada para baixo de 3 milhões de toneladas. No geral, a seca levou a uma redução de 37 por cento na produção da estimativa original de 57 milhões de toneladas”, indica o USDA.

As exportações de 2017/2018 são revisadas para baixo, chegando a 3 milhões de toneladas, devido ao menor fornecimento exportável.

Assim, os estoques finais são revisados para 9,06 milhões de toneladas.

Fonte: Agrolink

Demuth Rodapé
Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
0%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online

Deixe um Comentário