CompararComparando...

Uruguai trabalha na normalização para estruturas e construções de madeira

Lendo Agora
Uruguai trabalha na normalização para estruturas e construções de madeira

Uma comitiva de representantes de empresários e do governo uruguaio esteve em Curitiba (PR) para uma série de reuniões com o governo paranaense e instituições ligadas ao setor produtivo, como a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) e a Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente (Abimci).

Nestes encontros, realizados no mês de junho, a Agência Uruguaia de Promoção de Investimentos Uruguay XXI apresentou as oportunidades para investimentos no país vizinho, especialmente nos segmentos florestal e madeireiro.

Atualmente, o setor florestal uruguaio tem um fluxo médio de madeira de cinco milhões de metros cúbicos por ano, dos quais dois milhões são transformados pela indústria.

Os demais três milhões ficam sem mercado, apesar da boa qualidade da madeira. Segundo o gerente de projetos da Agência Uruguay XXI, Juan Balparda, o setor registra uma taxa média de crescimento de 8,7%.

Entre as oportunidades de investimento revelada pela agência está a construção em madeira, mas ressalta que a demanda interna não é suficiente para ser uma solução para a oferta do recurso florestal existente.

Além da exportação, a indústria da construção civil em madeira pode estar relacionada com edifícios industriais, comerciais e esportivos, conforme sugestão da agência.

O diretor da Câmara de Indústrias e presidente da Associação de Produtores Florestais do Uruguai, Carlos Faroppa – que participou destes encontros -, revelou à reportagem do Portal Madeira e Construção que o Uruguai está preparando a normalização e a certificação de sistemas construtivos com madeira, como wood frame.

Este trabalho reúne as instituições educacionais e do setor florestal e de madeira do país vizinho.

O governo uruguaio divulgou que o projeto “Documentos técnicos base para a normalização de estruturas e construções com madeira” está na etapa de revisão final.

Conforme informações da Agência Uruguay XXI, a normativa para fabricação, controle de qualidade e cálculo de madeira estrutural vai ajudar no maior valor agregado dos produtos, auxiliando nas vendas locais e internacionais.

Ainda segundo a agência, como as espécies cultivadas no Uruguai são de baixa durabilidade natural para uso exterior, há a recomendação para a introdução de novas tecnologias na madeira.

O documento contará com dados sobre valores característicos e meios de propriedades físicas e mecânicas da madeira, além de recomendar um método de cálculo de estruturas apropriado para a madeira de espécies cultivadas no país.

A equipe de trabalho também identificou as necessidades de pesquisa em madeira estrutural para definir os coeficientes de segurança aplicáveis à madeira uruguaia.

Por Joyce Carvalho para o Portal Madeira e Construção

Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
0%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online

Deixe um Comentário