CompararComparando...

Consumo de energia elétrica sobe 1,3% em novembro, revela EPE

Lendo Agora
Consumo de energia elétrica sobe 1,3% em novembro, revela EPE

O consumo mensal de energia elétrica subiu 1,3% em novembro deste ano contra igual mês do ano anterior, para 40.318 gigawatts-hora (GWh), segundo a Resenha Mensal divulgada nesta quinta-feira, 27, pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

O setor industrial teve alta de 1,1%, refletindo alta de consumo em seis dos dez ramos pesquisados. O consumo de eletricidade no setor químico teve alta de 3,8%; no de papel e celulose de 3,5%; e no automotivo de 3,2%, informou a EPE.

Na contramão, reduziram o consumo de eletricidade os setores metalúrgico (-1,9%); têxtil (-1,2%); borracha e material plástico (-1,7%); entre outros.

“O consumo de energia elétrica das indústrias iniciou uma trajetória de queda no último trimestre de 2018, acompanhando a produção física industrial (segundo o IBGE). A ociosidade do parque produtivo continuou elevada em novembro, em torno de 25% (segundo a FGV), mantendo-se praticamente no mesmo nível de novembro de 2017, o que aparenta indiciar que a indústria permaneceu estagnada em 2018 em termos de utilização da sua capacidade instalada”, explicou a EPE em sua Resenha Mensal de novembro.

A classe residencial teve aumento de 1,5% no consumo de energia elétrica em novembro, o mesmo índice obtido na classe comercial. As regiões Nordeste e Sul puxaram o consumo dos dois segmentos, sendo que a região Norte também se destacou na alta do setor comercial.

A região Norte foi a única que reduziu o consumo em novembro (-8,1%), puxada pela queda da indústria local (-19,5%), que por sua vez foi impactada pelo recuo da demanda da metalurgia local. Já o Nordeste teve alta de 5,5% no consumo de eletricidade; e o Sul, de 3,1%.

Os subsistemas Sudeste e Centro-Oeste, maiores regiões consumidoras do País, registraram consumo 0,9% maior do que há um ano.

Demuth Rodapé
Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
0%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário