CompararComparando...

Duratex registra EBITDA de R$ 185,9 milhões no 3º trimestre de 2016

Lendo Agora
Duratex registra EBITDA de R$ 185,9 milhões no 3º trimestre de 2016

Resultados refletem os programas de aumento de eficiência e corte de custos

08/11/2016 – A Duratex anuncia os resultados financeiros do 3º trimestre de 2016 (3T16). O EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) totalizou R$ 185,9 milhões no período, montante 8,3% superior ao registrado no segundo trimestre de 2016 (2T16).  A receita líquida do 3T16 foi de R$ 967 milhões, sendo R$ 94 milhões referentes à participação da controlada colombiana Tablemac.

R - Duratex tem queda de 34 no lucro do segundo trimestreAs receitas provenientes do exterior totalizaram 17,8% no trimestre, sendo 9,8% da operação colombiana e 8% das exportações a partir do Brasil. No acumulado do ano, o mercado externo representou 20% da receita da Duratex.

“Os resultados do 3T16 já refletem os ajustes praticados ao longo do primeiro semestre e o rígido programa de controle de custos e despesas. Essas ações têm garantido geração de caixa operacional”, afirma Antonio Joaquim de Oliveira, Presidente da Duratex.

No 3T16, a Divisão Deca apontou melhora do EBITDA e de margem. Também registrou crescimento de vendas em relação ao 2T16, influenciado, principalmente, pelo aumento da comercialização de produtos básicos. Além disso, mais uma vez, a Deca apresentou resultado superior ao índice Abramat, que mede a evolução da receita do setor de materiais de construção civil.

Na Divisão Madeira, a margem EBITDA registrou crescimento e fechou em 21,5%, superior ao índice de 18,5% do 2T16. A melhora do indicador reflete os resultados das ações para ganho de eficiência e dos programas de controle de despesas, além da redução do custo dos insumos importados.

Os investimentos da Duratex no 3T16 foram de R$ 122,3 milhões, referentes principalmente à compra de ações da Tablemac e ao fechamento de capital da fabricante colombiana. Os demais investimentos foram feitos em manutenção industrial e atividades de reflorestamento.

“Acreditamos que há uma perspectiva de melhora do mercado interno em curto ou médio prazo. Os outros países seguem com um nível de demanda estável e também demonstram sinais de aquecimento. A Duratex é uma empresa com solidez financeira e tem apresentado melhora em seus resultados”, informa o Presidente da companhia.

Os programas internos continuam sendo estratégicos para a Duratex, como o Sistema de Gestão Duratex (SGD), que monitora o controle de de custos, ganho de eficiência e readequação de processos; o Programa Orçamento Base Zero, uma nova maneira de gerir custos fixos e despesas; o Projeto Logística, que está revisando o modelo logístico da Companhia e otimizando os custos com frete; o Projeto Integra, focado em modernizar os sistemas de produção e gestão de estoques; e o Projeto Enter, com novo software utilizado pela área comercial para aumentar o nível de satisfação dos clientes, os resultados da companhia, gerir relacionamentos, integrar informações, atividades e processos.

Para sustentar o plano de negócios da Duratex e garantir a perenidade de suas operações, a empresa vem revisando sua cultura organizacional em parceria com uma consultoria externa. O novo “Jeito de Ser e de Fazer” está sendo construído de forma colaborativa, envolvendo desde o Conselho de Administração até a base da operação. A iniciativa deve tornar a Duratex uma empresa ainda mais ágil e preparada para os desafios do mercado no qual atua.

CeluloseOnline

Demuth Rodapé
Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
0%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
1Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário