CompararComparando...

Energia solar irá abastecer escolas, postos de saúde e estações de metrô em Fortaleza

Lendo Agora
Energia solar irá abastecer escolas, postos de saúde e estações de metrô em Fortaleza

O uso de painéis solares como opção à energia elétrica convencional é uma alternativa econômica e sustentável que cresce a cada ano no Brasil e no mundo.

Em fortaleza, cidade com grande radiação solar, milhares de consumidores já optaram pelas vantagens da tecnologia e, agora, também a sua prefeitura e o governo do estado do Ceará.

Em novembro, a Câmara Municipal de Fortaleza aprovou projetos de lei que definem a parceria público-privada para a “implantação, gestão, operação e manutenção da geração de energia” através de placas solares para a sua rede de escolas e unidades de saúde.

As propostas, de autoria do prefeito Roberto Cláudio, garantem a concessão do serviço por 25 anos, tempo de vida útil da tecnologia fotovoltaica e igual a de um painel solar residencial.

Segundo a prefeitura, o projeto irá garantir uma redução mensal de 10% no valor gasto com a energia elétrica para esses empreendimentos e que, ao final do período, pode chegar a R$2,8 milhões.

De acordo com as propostas, a empresa escolhida ficará responsável não só pela instalação dos painéis, que poderão ser fixados direto nos empreendimentos ou em usinas externas, mas também pela troca de lâmpadas e outros equipamentos para uma maior eficiência energética.

Na ocasião, o líder do governo na Câmara, o vereador Ésio Feitosa, declarou que Fortaleza está transformando a matriz energética das suas escolas e postos de saúde com o uso dessa energia limpa, que traz mais sustentabilidade e melhora a gestão financeira da sua prefeitura.

A abundante luz do sol de Fortaleza também será a nova fonte de energia de quatro estações da linha azul do metrô da cidade, entre elas a Juscelino Kubitschek (JK) e Padre Cícero.

A ordem de serviço para aquisição, montagem e instalação de placas fotovoltaicas foi assinado no último dia 6 de fevereiro, com prazo de 1 ano para implantação e totalizando um investimento de R$1,6 milhão.

Serão ao todo 975 placas solares utilizadas no projeto a ser executado pelo Consórcio Solar-For através de recursos do Tesouro Estadual e da Caixa Econômica Federal.

Da mesma forma que nos projetos instalados por consumidores, o excedente de energia gerado pelo projeto será injetado na rede elétrica e revertido em créditos para o metrô de Fortaleza.

Demuth Rodapé
Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
0%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário