CompararComparando...

Especialista Lista 3 Características para o Crescimento da Biomassa Florestal

Lendo Agora
Especialista Lista 3 Características para o Crescimento da Biomassa Florestal

A Biomassa Florestal pode ser obtida de duas maneiras: através das Florestas Energéticas, que são com Árvores Plantadas para esse fim ou com os Resíduos e Subprodutos Florestais, como os Materiais Lenhosos, que são resultados do Manejo e da Colheita Florestal na Produção de Toras de Madeira.

Além disso, há ainda uma alternativa que provém dos subprodutos lenhosos industriais, que são as Serragens, Maravalhas, Cascas ou Outros, mas esses são gerados pelo Manuseio ou Processamento Industrial e acabam por ser usados pela própria indústria para a Geração de Energia ou Geração de Novos Produtos: Pellets e Briquetes.

Sobre esse assunto, Mauro Murara, que é diretor executivo da ACR falou sobre os desafios, as características e o Mercado da Biomassa Floresta. Confira trechos de uma entrevista publicada na internet.

1 – Qual o Diferencial da Energia Gerada pela Biomassa Florestal?

“Em períodos de Crise Energética no Brasil, como estamos vivendo, as Usinas Termoelétricas se destacam como sendo a Melhor Opção na Geração de Energia levando em conta que o País tem um potencial de 39,4 milhões kW dessas usinas, sendo que apenas 6% do total é de origem florestal”, ele comenta.

Ao falar ainda que a Biomassa Florestal é uma Opção Sustentável, onde Florestas Energéticas são menos suscetíveis às intempéries.

No Brasil, 23% Usinas que Usam os Resíduos Florestais como Fonte de Energia estão em Santa Catarina, um estado que tem tradição nessa fonte, onde a alimentação energética acontece na indústria têxtil, frigoríficos, do agronegócio, entre outras.

2 – Como É o Mercado Global dessa Biomassa?

“Entre 2006 e 2015, a exportação mundial de biomassa florestal apresentou um crescimento de 3% ao ano em volume e 5% ao ano em valor. Sendo assim, 2015 fechou com um patamar de 87,6 milhões m³ de biomassa florestal exportada, o que deu 5,21 bilhões de dólares. O Vietnã foi o principal exportador, com 22% do total, seguindo da Austrália (16%) e Chile (7%)”, explana Murara.

3 – Quanto o Brasil Exporta de Biomassa Florestal?

“Em 2015 o país exportou 1,4 milhão de toneladas de Biomassa Florestal, que incluíram as Serragens, os Resíduos e os Cavacos de Madeira Nativa. Em valores, deu 135,8 milhões de dólares sendo que o Japão foi o principal consumidor, levando mais da metade do total”, diz o especialista.

Para ele, o Rio Grande do Sul e o Amapá foram os únicos a exportaram tal energia em 2015, participando de 57 e 43% do total, respectivamente.

Já em termos de produção, o Brasil fica na 3ª posição mundial, pelo menos, conforme os últimos dados, que são de 2014. Aqui a Produção da Biomassa das Florestas está em um nível considerado regular, sendo que a taxa de crescimento anual é de 0,77%.

O que diz o Governo Federal sobre a Biomassa Florestal

Conforme informações do Site Florestal.Gov.br, “para favorecer ainda mais o setor de energias renováveis no Brasil, a utilização da madeira para fins energéticos está cada vez maior. Porém, o investimento no setor é de longo prazo”.

Um dos principais entraves, conforme o Governo, é o custo de transporte.

“Uma comparação feita com os Estados Unidos mostra que o Brasil tem um custo médio de 90 dólares para transportar uma tonelada de celulose ao porto de exportação enquanto que os americanos gastam apenas 20 dólares para o mesmo transporte”.

Por CeluloseOnline

Demuth Rodapé
Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
0%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário