CompararComparando...

Estação Veracel faz 20 anos protegendo e conservando a Mata Atlântica

Lendo Agora
Estação Veracel faz 20 anos protegendo e conservando a Mata Atlântica

No próximo dia 5 de novembro, segunda-feira, a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RRPN) Estação Veracel, localizada no Sul da Bahia, comemora 20 anos de fundação, celebrando conquistas.

O local está em vias de se tornar um centro de pesquisa e difusão científica com a implantação de um Observatório de Aves, que será gerido em parceria com o Observatório de Aves do Instituto Butantan de São Paulo.

“Isso simboliza mais um passo em direção ao nosso compromisso com a construção de uma plataforma de diálogo e pesquisa”, conta Renato Carneiro, diretor de Sustentabilidade e Relações Corporativas da Veracel, proprietária da RRPN Estação Veracel.

Desde 1998, quando foi reconhecida oficialmente pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) como RPPN, muito tem sido feito para conservar a biodiversidade da Estação Veracel, que também é reconhecida sitio do  patrimônio mundial natural da humanidade pela UNESCO.

São mais de 6 mil hectares que se estendem pelos municípios de Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália.

O local abriga importantes pesquisas sobre o bioma Mata Atlântica e desenvolve programas de educação ambiental que atende comunidades rurais e indígenas vizinhas.

Monitoramento e pesquisa

A Estação Veracel, que assume uma importante função na proteção de espécies ameaçadas de extinção, tem uma equipe especializada que realiza monitoramentos diários em busca de indícios e vestígios de crimes ambientais, como a caça.

Além da proteção física e monitoramentos, vários projetos são desenvolvidos com instituições especializadas.

Um de grande destaque é o Projeto Harpia na Mata Atlântica, que tem rendido bons frutos, como a descoberta recente de dois novos ninhos com filhotes em 2018.

“Nosso objetivo é gerar conhecimento sobre a biodiversidade da Mata Atlântica, incentivando pesquisas e promovendo a educação ambiental”, diz Carneiro.

O local tem um centro de pesquisa com estrutura para receber até 12 pesquisadores simultaneamente, bem como laboratório para preparo de amostras.

Educação ambiental

A área também abriga atividades de educação e recreação ambiental, utilizando a técnica de vivências com a natureza, na qual os visitantes podem entrar em contato direto com a floresta e vivenciar experiências com o meio ambiente.

Em 2017, a Estação Veracel deu início a um programa para de observação de aves, o que deve contribuir mais ainda para o ecoturismo na região.

Com isso e com o plano de manejo revisado, a Estação Veracel recebeu aproximadamente 700 observadores de aves desde então.

Alguns passos da Estação Veracel

1992 – Aquisição da área pela Veracruz Florestal, hoje Veracel Celulose

1998 – Reconhecida pelo IBAMA como Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN)

1999 – Reconhecida pela UNESCO como Sítio do Patrimônio Mundial Natural (SPMN)

2005 – Início do Projeto Harpia na Mata Atlântica

2009 – Aprovação do Plano de Manejo da RPPN Pelo ICMBio

2010 – Passa a compor com outras 16 áreas protegidas, o Mosaico de Áreas protegidas do Extremo Sul da Bahia (MAPES)

2011 – Lançamento da primeira exposição de arte e educação em parceria com a Árvore da Vida

2017 – Revisão e aprovação do novo Plano de Manejo da RPPN Estação Veracel

2017 – Lançamento do Projeto de Observação de Aves da Costa do Descobrimento

2017 – Flagra de uma onça pintada por câmeras de monitoramento, depois de mais de 20 anos sem registro do animal na região. Início do projeto  com o Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de mamíferos Carnívoros (CENAP)

2018 – Descobrimento de dois ninhos de harpia com filhotes na  RPPN

Demuth Rodapé
Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
0%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online

Deixe um Comentário