CompararComparando...

Jogo Rápido com o Leitor CeluloseOnline: Ademar Francisco Amorim

Lendo Agora
Jogo Rápido com o Leitor CeluloseOnline: Ademar Francisco Amorim

Ainda é comum mensagens sobre preservação tais como: “imprima menos, você estará poupando uma árvore”. Como se estivéssemos derrubando uma Peroba de 100 anos para fazer papel

Ademar - Amorim RJ01519/06/2015 – O setor de reciclagem de papéis é, sem dúvidas, muito importante para a cadeia produtiva tanto de celulose e principalmente de papel. Mas na visão do nosso leitor Ademar Francisco Amorim, que é sócio da MPR Reciclagem, esse segmento tem sido pouco representado pelos meios de comunicação e agenciadores do setor.

Nessa série, que ouvimos nossos leitores, demos ao Ademar a oportunidade de se expressar, comentar sobre o segmento que atua e fazer suas perspectivas. O executivo se saiu tão bem que ganhou nossa “capa” de hoje. Leia a entrevista:

 Como se interessou pelo setor?

  • Iniciei trabalhando em uma Unidade da Trombini, em Maringá-PR, na compra de aparas de papéis para abastecimento das Fábricas do Grupo Trombini. Foi meu primeiro emprego, permaneço no ramo até hoje.

Quais suas expectativas profissionais?

  • Sou sócio de uma empresa, atuamos na coleta e comercialização de recicláveis, sendo a maior parte papel, e também prestamos serviços de transporte de resíduos. Gostaria de ver meu ramo de atividade mais organizado, e que as políticas governamentais pudessem dar incentivos, não privilégios ou subsídios, mas planejamento, incentivos fiscais e medidas que incentivassem o consumo de produtos que tivessem em sua composição materiais primas recicladas, recuperadas. Assim haveria efetivamente uma grande redução na geração de resíduos, tão fundamental para a tal sustentabilidade desejada, e seguramente melhoraria todo o ambiente de negócios na cadeia produtiva da cadeia de reciclagem, a indústria e o consumidor.

Qual sua opinião sobre a importância do setor para a sustentabilidade do país?

  • O setor tem demonstrado muita pujança e desenvolvimento, sobretudo na produção de celulose de eucalipto, na qual o Brasil se tornou referência. Também tem grande importância na balança comercial com resultados positivos para economia brasileira.
  • Infelizmente o seguimento de papel reciclado não atingiu os mesmos resultados, isso porque a reciclagem caminha lentamente, ao passo que as industrias priorizaram as produções em longa escala, com matérias-primas virgens. Já o Estado também não colabora ou incentiva a produção de papéis a partir de matérias primas recicladas.
  • Ainda assim o setor tem grande responsabilidade e papel fundamental na sustentabilidade. Acredito que seja preciso campanhas informativas e publicitárias para esclarecimentos, pois boa parte da sociedade ainda preserva a imagem de que indústria de papel e celulose é poluidora e devastadora do meio ambiente. Ainda é comum mensagens sobre preservação tais como: “imprima menos, você estará poupando uma árvore”.  Como se estivéssemos derrubando uma Peroba de 100 anos para fazer papel.

Como você analisa o setor desde que começou a atuar nele?

  • Na área específica de papéis a base de matérias primas recicladas, aparas, o setor não avançou, nem se modernizou a contento, não há grandes investimentos em produção e inovação para produção de papéis reciclados, os índices de recuperação e reciclagem estagnaram, ou seja, a reciclagem não avança.

O que espera do setor nesse ano?

  • O Ano de 2015, como já era previsto, deve ser de retração da economia e, portanto, o setor também deve se atingido. O consumo interno deve ser afetado. Para os exportadores o cenário deve ser melhor, as empresas de produção de celulose branqueada devem ser favorecidas pela alta do dólar, o aumento da demanda na China e EUA, e alguma recuperação em preços, que convertidos em real desvalorizado favorece amplamente a margem das empresas.

Como conheceu o CeluloseOnline?

  • Conheci por volta do ano 2008, desde lá procuro sempre acompanhar, ao menos uma vez na semana, às vezes com maior frequência.

O que acha do CeluloseOnline como meio de comunicação?

  • O site é bem específico e muito representativo para o setor, acredito que as matérias e informações são muito compartilhadas e visitadas por quem é do meio ou se interessa por ele. O site apresenta um layout moderno e de boa leitura e visualização, o conteúdo é sempre relevante e nos apresenta novidades e informações valiosas.

Qual a importância do site para os trabalhadores do setor?

  • Acredito que seja uma forma de manter-se informado e captar conhecimentos, fazer análises e comparativos de outras empresas do mesmo ramo de atividade que atua.

Em que você acha que o portal poderia melhorar?

  • O site já apresenta matérias diversificadas ocasionalmente, porém vejo que sempre é voltada aos negócios corporativos de maior monta, quase sempre mencionando grandes empresas, fala-se pouco sobre pequenos negócios, o dia a dia de empresas menores também relacionados ao setor. Um bom exemplo é a reciclagem, comércio de aparas, e de fabricantes de papel de menor porte, principalmente as que atuam no seguimento de 100% matéria prima reciclada, aparas. Este setor é pouco mencionado pelo CeluloseOnline.
  • Uma sugestão de conteúdo é a mudança no perfil de consumo dos papéis sanitários, tissue, há um crescimento bastante acentuado no consumo de papéis premium, folha dupla e até tripla, a base de 100% matéria prima virgem, celulose, enquanto cai o consumo de papéis sanitários a base de matéria prima reciclada. Isto tem provocado grandes impactos na cadeia de reciclagem, sobram aparas brancas no mercado, o preço hoje é o mesmo que há dez anos atrás, e a reciclagem está ficando a margem. Só um exemplo.

Como você analisa a linguagem do CeluloseOnline?

  • Acho que a linguagem é adequada, de fácil compreensão e objetiva, não há dificuldades na interpretação.

Ademar - Amorim-CeluloseOnline

Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
100%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário