CompararComparando...

Porto do Rio Grande projeta quebra de recorde

Lendo Agora
Porto do Rio Grande projeta quebra de recorde

12/11/2016 – Apesar das dificuldades que as economias brasileira e gaúcha vêm enfrentando, o porto do Rio Grande espera fechar 2016 com um novo recorde de movimentação de cargas. A expectativa é que o complexo opere com aproximadamente 39 milhões de toneladas neste ano. Em 2015, o volume atingido foi de cerca de 37,6 milhões de toneladas.
porto-do-rio-grande
O diretor técnico do porto do Rio Grande, Darci Tartari, explica que a projeção deve-se ao bom desempenho do agronegócio. “Essa cadeia é uma ilha que se sobressai dentro da crise”, enfatiza o dirigente. Tartari complementa que os principais itens transportados pelo porto são ligados a esse setor, como a soja e seus derivados, fertilizantes, trigo, entre outros. O diretor comenta ainda que a celulose, depois da ampliação da capacidade de produção da planta da CMPC Celulose Riograndense, em Guaíba, também vem crescendo em importância por causa da exportação do produto, que deve chegar neste ano a cerca de 1 milhão de toneladas.
Uma iniciativa que deve favorecer o escoamento desse material é a modernização de 1.125 metros do cais público, que conta com recursos do governo federal na ordem de R$ 97 milhões. Iniciada em 2014, a medida ampliará o pátio de manobras e melhorará as condições de atracação dos navios, agilizando os embarques e desembarques. Até o momento, o porto está utilizando, em fase de testes, 375 metros da nova estrutura e a previsão é de término dos trabalhos em meados de 2017.
Tartari participou ontem do lançamento da publicação FEE Setorial, analisando o segmento de celulose de mercado. O evento teve também com a presença do presidente da CMPC Celulose Riograndense, Walter Lídio Nunes. Sobre o aproveitamento do modal aquaviário, o empresário destacou que, além do escoamento da celulose pela hidrovia gaúcha, até chegar a Rio Grande, a companhia também traz do porto de Pelotas parte da madeira que utiliza como matéria-prima na unidade da Região Metropolitana. A operação pela estrutura pelotense começou em outubro e até o final do ano deverá atingir a capacidade plena de movimentação (cerca de 1,2 milhão de toneladas de tora de madeira por ano).
Fonte: jornal do comércio
Demuth Rodapé
Qual é a sua impressão?
Amei
100%
Curti
0%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário