CompararComparando...

Two Sides combate mito de que produção de papel impacta o meio ambiente

Lendo Agora
Two Sides combate mito de que produção de papel impacta o meio ambiente

As plantações de eucaliptos e pinus, destinadas ao reflorestamento e obtenção de madeira para a indústria brasileira de papel, crescem ao equivalente a 500 campos de futebol por dia, para atender a produção de papel, o que permite à indústria brasileira de papel utilizar 100% de madeira proveniente de reflorestamento e torna esta atividade ambientalmente sustentável.

Os dados são de TWO Sides, organização global sem fins lucrativos, que tem atuado para esclarecer e remover afirmações infundadas sobre o impacto do papel ao meio ambiente. “Há um mito de que usar papel leva ao corte de árvores nativas, o que não é verdade. E muitas empresas se aproveitam desse equívoco para justificar a troca de faturas e de outros comunicados impressos pelo documento digital, mascarando seu objetivo real, que é o de reduzir custos, contrariando muitos clientes, que preferem o documento impresso”, explica Fábio Mortara, presidente de Two Sides no Brasil.

Apenas no primeiro semestre de 2019, 38 organizações, em âmbito global, removeram ou alteraram mensagens enviadas aos seus usuários nas quais havia afirmações infundadas sobre o impacto do papel no meio ambiente, após serem notificadas por Two Sides.

Segundo pesquisa realizada pela entidade, 53% dos entrevistados acreditam que as alegações de que o documento digital, comparado ao impresso, é melhor para o meio ambiente são feitas por conta do desejo do remetente de economizar dinheiro. Além disso, 57% dos entrevistados se opõem ao governo, bancos e outras organizações, que tentam convencê-los a não pedir informes impressos, o que não se sustenta, pois os clientes normalmente imprimem os documentos em casa para terem uma cópia impressa. Já 81% acreditam que têm o direito de escolher como receber suas comunicações (impressas ou eletrônicas) de organizações financeiras e prestadores de serviços, sendo que 38% dos consumidores considerariam trocar de prestadores de serviços se fossem obrigados a aderirem exclusivamente ao digital.

Desde que iniciou este trabalho em 2010, Two Sides abordou com sucesso 441 organizações em nível global que vinham fazendo alegações enganosas sobre o impacto ambiental do uso do papel e da comunicação impressa.

Instituições financeiras, empresas de serviços públicos e inúmeros outros provedores de serviços têm reforçado uma visão equivocada, ao incentivar seus clientes cada vez mais a optarem por receber suas contas e extratos no formato eletrônico em lugar do impresso. Os incentivos aos documentos digitais, ao invés de expressar a preocupação com a redução de custos, têm apontado de forma enganosa alegações ambientais como “Go Green – Go Paperless” e “Choose e-billing and help save a tree” (Escolha conta digital, e ajude a salvar uma árvore).

Os setores com o maior número de greenwashers incluem: provedores de telecomunicações, bancos e instituições financeiras, provedores de serviços públicos e organizações governamentais.

Demuth Rodapé
Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
100%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário