CompararComparando...

Produtos florestais puxaram exportações do campo em janeiro

Lendo Agora
Produtos florestais puxaram exportações do campo em janeiro

Puxadas por produtos florestais, soja e derivados e milho, as exportações do agronegócio brasileiro se mantiveram em expansão em janeiro. Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pelo Ministério da Agricultura, renderam US$ 6,626 bilhões, 7,4% mais que no mesmo mês do ano passado.

Na mesma comparação, as importações de produtos do agronegócio aumentaram 0,5%, para US$ 1,242 bilhão, e, com isso, o superávit setorial subiu 9,2%, para US$ 5,384 bilhões. O ministério destacou, em comunicado, que o resultado de janeiro levou as exportações do campo a US$ 102,144 bilhões no período de 12 meses encerrado em janeiro, 6% acima do montante do ano-móvel anterior.

Conforme os dados compilados pelo ministério, os produtos florestais lideraram os embarques do agronegócio brasileiro no mês passado. Renderam US$ 1,452 bilhões, 26,3% mais que em janeiro de 2018 e um recorde para o mês. Só os embarques de celulose subiram de US$ 714,6 milhões para US$ 1,02 bilhão. Em seguida veio a soja e seus derivados (farelo e óleo), cujas exportações renderam US$ 1,329 bilhões, um aumento de 28,9%, e o grupo formado por cereais, farinhas e preparações (que inclui o milho), cujas vendas ao exterior registraram avanço de 58,5%, para US$ 864,6 milhões.

Por outro lado, a receita com as exportações de carnes diminuiu em janeiro. De acordo com o ministério, os embarques renderam US$ 1,030 bilhão, queda de 13,1%.

Em janeiro, a China se manteve como o principal destino das exportações do agronegócio brasileiro. O país asiático foi responsável por 23% da receita obtida pelos exportadores do setor.

Por Fernando Lopes | De São Paulo / Fonte : Valor

Voith 728
Qual é a sua impressão?
Amei
100%
Curti
0%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário