CompararComparando...

Atrasos na homologação de sistemas fotovoltaicos geram perdas de R$ 100 milhões ao Brasil

Lendo Agora
Atrasos na homologação de sistemas fotovoltaicos geram perdas de R$ 100 milhões ao Brasil

Segundo levantamento do Portal Solar, cada projeto instalado demora, em média, quatro meses para ser homologado.

Atrasos na homologação de sistemas fotovoltaicos em residências, comércios e indústrias geram prejuízos de R$ 100 milhões ao Brasil, segundo o levantamento exclusivo do Portal Solar, maior integrador da cadeia de geração distribuída solar no País.

De acordo com o levantamento, a distribuidora demora, em média, quatro meses para homologar cada instalação de sistema fotovoltaico de geração distribuída, período que deveria durar, no máximo, uma semana.

Este atraso acarreta cobranças de impostos e impede que o consumidor possa utilizar os créditos de energia junto às concessionárias de imediato, que segundo a regulamentação da ANEEL, deveria ser, na maioria dos casos, de até 34 dias.

sistemas fotovoltaicos

Segundo dados do setor, o Brasil possui atualmente 30 mil telhados com sistemas fotovoltaicos instalados, que representam 270 megawatts de potência.

“Como a demanda pela energia solar em residências tem crescido significativamente nos últimos anos, o prazo de homologação precisa ser reduzido e o processo deve ser acompanhado mais de perto pela agência reguladora, justamente para não impactar no consumidor”, esclarece Rodolfo Meyer, CEO do Portal Solar.

Da redação

Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
0%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário