CompararComparando...

Tragédia no setor: Ex-gerente de fábrica de celulose mata mulher

Lendo Agora
Tragédia no setor: Ex-gerente de fábrica de celulose mata mulher

Ex-gerente de fábrica de celulose mata mulher a tiros na frente de filhas

Uma mulher de 39 anos foi assassinada a tiros, neste domingo (14), no bairro Santa Júlia, zona Leste de Três Lagoas. Ela teria levado um tiro nas costas, na cozinha da casa da família, por volta das 16h. Halley Coimbra Ribeiro Junqueira morreu no local.

A Polícia Militar foi chamada e isolou a casa onde o crime foi cometido. Peritos da Polícia Civil iniciaram a investigação e um suspeito é procurado.

Uma filha da mulher estava na casa na hora do crime teria visto o assassino – um ex-gerente industrial de uma fábrica de celulose da cidade -, de quem a mãe estaria separada havia três meses.

A enteada, de 15 anos, disse a policiais militares que foi agredida pelo padrasto Renato Bastos Otoni, de 65, no mês passado, e que registrou uma ocorrência policial.

Foi e menina quem retirou duas irmãs pequenas de dentro da residência. Ela teria visto Otoni e contado à Polícia Militar, que faz buscas pela região, inclusive com pedido de auxílio à PM de São Paulo.

O delegado regional da Polícia Civil, Renato Market, confirmou à reportagem às 20h14 deste domingo, que Otoni é procurado desde a hora do crime.

A indústria informou que o suspeito pediu demissão do cargo em agosto do ano passado. Há informações não confirmadas de que ele estaria desempregado e em dificuldades financeiras. Parentes da mulher também disseram que Otoni aposentou-se antes de deixar a empresa e que não aceitava a separação do casal. (Colaboraram André Barbosa e Ana Cristina Santos)

 

Fonte: JPNews

Demuth Rodapé
Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
0%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online

Deixe um Comentário