CompararComparando...

Um shopping que ganha dinheiro a partir do lixo… Ele existe!

Lendo Agora
Um shopping que ganha dinheiro a partir do lixo… Ele existe!

A Suécia sempre foi um dos países que mais reciclaram produtos no mundo – estima-se que aproximadamente 99% do lixo residencial sejam reaproveitados e a maior parte disso é usada para produzir energia elétrica.

“Seu lixo é o tesouro de outra pessoa”!

Esse é o lema de um shopping center sustentável no país. Lá, os suecos deixam brinquedos, móveis e outros itens usados em uma espécie de depósito para que nada seja jogado no lixo.

O centro comercial é dedicado justamente a venda desses produtos. O lugar tem mais de 5 mil metros quadrados e fica há 100 quilômetros da capital Estocolmo.

A ideia é facilitar a entrega de itens para reciclagem, como máquinas de lavar, computadores… E tudo mais que dê para usar novamente.

Ah, tudo isso funciona em um sistema de “Drive Thru” – ou seja, basta entrar com o veículo e descarregar os itens. Depois de uma breve seleção, eles serão distribuídos em diferentes seções do shopping para serem reaproveitados por outras pessoas.

“Somos o primeiro shopping center do gênero no mundo”, garantiu a diretora do centro, Anna Bergstrom.

Ela também diz que a ideia vai além de ser uma galeria comercial. Lá também há um centro educativo, de treinamento e conscientização sobre a sustentabilidade. A prefeitura de Eskilstuna (cidade onde fica o shopping) promove os cursos para as escolas públicas.

Os cursos tem duração de 12 meses e os estudantes aprendem diferentes técnicas de reciclagem de matérias, como o papel, a madeira, os tecidos… Tudo é direcionado ao desenvolvimento de novos produtos, totalmente sustentáveis.

A história do shopping center de materiais reciclados

Tudo começou em 2007, quando a construção foi aprovada pelos vereadores. E, cinco anos depois, ela foi concluída. Em 2015 é que se iniciou a comercialização dos produtos e a novidade agradou os moradores locais.

“Todos ficaram surpresos e admirados. A ideia é de certa forma provocativa, pois ganhamos dinheiro a partir do lixo de outras pessoas. Às vezes algumas pessoas perguntam se podemos pagar algo pelos itens usados ou se podem trocar pelo café orgânico”, lembra Bergstrom.

“Quando isso acontece, nossa resposta é simples: obrigado pela sua contribuição para ajudar a salvar o planeta”, ela diz.

Ao todo, são 14 lojas nesse shopping e elas usam seus lucros para colaborar para o crescimento da cidade.

Uma delas é a ReBuyke, que vende bicicletas e patins reciclados, ela destina o lucro de suas vendas para programas que ajudam os desempregados da cidade a conseguir um novo emprego.

No ano passado, o centro chamado de ReTuna Aterbruksgalleria vendeu mais de 8 milhões de coroas suecas, o que dá mais de 3 milhões de reais. E foram criados 50novos empregos.

A Reciclagem no Brasil

No início deste ano foi divulgado um estudo que mostrou que o Brasil perde cerca de 120 bilhões de reais por ano em produtos que poderiam ser reciclados.

“Geramos no país quase 80 milhões de toneladas de rejeitos por ano e reciclamos apenas 3%”, afirmou, na época, o especialista em economia e coordenador do grupo de resíduos sólidos da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Paulo da Pieve.

Os motivos para isso são vários e eles vão desde a pouca ação do poder público até a falta de consciência dos consumidores.

Por CeluoseOnline

Qual é a sua impressão?
Amei
0%
Curti
0%
Não Gostei
0%
Sobre o Autor
Celulose Online
Celulose Online
Comentários
Deixe um Comentário

Deixe um Comentário